Pesquisar no site
Capuchinhos: Convento São Francisco
Os primeiros Capuchinhos,  vindos a França para acompanhar espiritualmente os imigrantes italianos, chegaram a Garibaldi a 18 de janeiro de 1896. Hospedam-se na Casa Paroquial de propriedade do Padre  Bartolomeu Tiecher, natural do Tirol. Idoso e um pouco adoentado, o Padre Bartolomeu Teicher  fez a doação da casa aos Freis e confiou a eles o cuidado da Paróquia.
         Tratava-se de um velho prédio de madeira, com uma boa área de terra. Ali, Frei Bruno Gillonnay, o fundador da Província, abriu um pequeno seminário -   junho de 1888 - a  Escola Seráfica. Ali também se estabeleceram os estudantes de Teologia e Filosofia, que vieram para a Missão Gaúcha;  eram franceses, procedentes do Líbano
         A velha construção  foi adaptada e ampliada até que na década de sessenta surgiu o prédio atual. Antes disso, em 1950, os Freis  enviaram seus  estudantes a Porto Alegre, no novo convento de Teologia, São Lourenço de Brindes, no Partenon.  Em Garibaldi ficaram os  seminaristas nos primeiros ano de formação.  Durante 44 anos, o  Convento foi sede da Província gaúcha, passando depois para Caxias do Sul.
         Após o Vaticano II, com o surgimento de pequenas comunidades formativas, o Convento passou funcionar como Casa de Retiros, Encontros e Casa de Pousada. Isto a partir de 1971.  No convento residem os Freis que trabalham na Paróquia. Maiores informações  sobre a Pousada pelo telefone: (54) 3462-1325. 
       Junto ao Convento São Francisco funcionam as duas  emissoras da Fundação Cultural da Serra, Rádios Garibaldi AM e  Mais Nova FM.  A capela do Convento - réplica de uma igreja de Chambéry na França - é usada em algumas oportunidades. Foi inaugurada em 1936 e, recentemente, passou por completa  restauração.